terça-feira, março 28, 2017

É claro que gostamos de tudo!

Outra das modas que se instalou é o eclectismo. É obrigatório estar disponível para beber e comer de tudo, para assim compreender melhor e saber mais. É claro que também é (muito) importante gostar desse tudo e dizê-lo, mesmo que eventualmente não se goste de facto. Mas fica bem dizer que se entende, mesmo que lá no íntimo se pense precisamente o contrário. Um pouco à semelhança do esforço que fazemos para evitar qualquer sinal exterior de desagrado, vulgo careta, que nos denuncie, quando engolimos algo que não gostamos.


Mas é bonito ser ecléctico. Fica bem e parece bem. Dá assim um ar de gajo conhecedor, ponderado e equilibrado. Com mente aberta, mesmo que lá no fundo lhe tenha custado a engolir.

Sem comentários: