segunda-feira, abril 03, 2017

Dizem maravilhas!

Pelo que tenho visto e ouvisto é uma das últimas maravilhas do mundo do vinho português. Assim qualquer coisa ao nível da pedrada no charco. Anda meio mundo louco e provavelmente com toda a razão. Para já, só quero dizer que fiquei assim, como dizer, meio desiludido, pouco convencido. À espera de um pouco mais. De mais qualquer coisa, não sei bem o quê. Basicamente, fiquei sem saber o que dizer dele. Cheira-me que foi inaptidão pessoal.



Pelo que sei este vinho é um entrada de gama (+10€) e como tal  não vou fazer extrapolações, sobre o resto da prol. Tive, portanto, acesso a uma mera nota introdutória. Vou esperar, por isso, por novas oportunidades. Se mudar de ideias, volto cá para fazer mea culpa, como fiz noutras ocasiões, sem qualquer problema. E era só isto.

2 comentários:

José Carneiro Pinto disse...

Caro Rui,
Não foi um engano, acredita!
O Vinho é bom, diferente - é um facto! - e como "Entrada de Gama"... um pouco caro!
A estratégia de comunicação à volta da Marca passa exactamente pelo conceito e "deixar escapar" de uma certa exclusividade.
Funcionará?! A ver vamos!
Os Topos de Gama - esses sim! - são francamente bons e escassos. Aconselho vivamente.
Ah! são caros:)!

Abraço

Pingus Vinicus disse...

Olá Zé, por isso aguardo a possibilidade de provar o resto :). Sobre este em causa, devo dizer-te que não fiquei nem um pouco impressionado.
Abraço