terça-feira, maio 02, 2017

Trivialidades de um Gajo (Parte II)

E quando um gajo se senta ao balcão para beber um copo, desfrutando da mera companhia desse copo? São momentos de introspecção, de análise, de conversa íntima. Por vezes, até se mete paleio com o outro tipo que está ao lado, sentado a olhar para nada. Começa-se muitas vezes por trivialidades, pelos lugares comuns, pelo tempo, pela falta de dinheiro, acabando quase sempre em partilhas inusitadas. Os desconhecidos passam num ápice a confidentes. Bebem-se mais duas rodadas, pagas a meias.


Percorre-se uma porrada de acontecimentos, acordam-se fantasmas e tenta projectar-se o que há de ainda vir. Se vier. E o diálogo termina quando os copos ficam vazios e as contas saldadas. Levanta-se e regressa-se cá para fora.

Sem comentários: