segunda-feira, dezembro 18, 2017

O Pingus aconselha...

Este ano não irá sair a lista ou selecção mais aguardada por todos. A minha. Ainda pensei, como nos outros anos, juntar-me ao grupo de malta que selecciona, nesta altura, os seus melhores vinhos e os apresenta como um best of e os aconselha para as festividades da época. Desta vez, não me apetece. Não tenho vontade. Não quero. Circulam, por todo o lado, as mais diversas escolhas. E são muitas. Cada uma delas, a mais importante. 

A autoria da foto é deste gajo.
Aconselho, apenas, que bebam os vinhos que vos saibam bem, que gostem. E aqueles vinhos que vos souberem melhor, serão certamente os melhores vinhos. Depois, se for possível, tentem escolher as pessoas que se vão sentar ao vosso lado, durante este período. Tentem não fazer fretes. Façam os possíveis para se borrifarem para o que os outros acham ou deixam de achar e sejam (muito) felizes. Sejam, antes de tudo, livres. Livres no pensamento e obrem para a doutrina e para o que os outros pensam de vós (de nós). O resto deixem fluir, sem grandes dramas.

4 comentários:

Paulo Silva disse...

Bom Natal sr. Massa

abraço

Frexou

Pingus Vinicus disse...

Um abraço, Sr Paulo Silva!

Bom Natal!

Flavio Henrique disse...

Caro Pingus,
Melhores dicas não poderias dar! Que as pessoas bebam os vinhos sem compromisso, sem neuras, sem fichas do lado para anotar suas impressões etc etc. Que curtam os momentos com bons e queridos amigos. Esta é a essencia de se beber um vinho de forma correta. No mais, há milhares de opções para todos os gostos: Tecnológicos, naturais, orgânicos, veganos, biodinâmicos etc etc. Eu, quero um vinho que refresque minha alma!
Aproveito para te desejar um excelente final de ano, cheio de alegria e muita paz!
Um grande abraço,
Flavio

Pingus Vinicus disse...

Isso mesmo Flávio! Um grande abraço e obrigado por seres um leitor assíduo desta tabanca!

Rui